sábado, 28 de setembro de 2013

Carinho do Dia...


Florescer...




Vivo para florescer outros jardins
e sem perceber o meu se abarrota de rosas e manacás.

Vivo cada dia como se fosse cada dia.
Nem o último nem o primeiro - o único.

(( Pablo Neruda ))

What is Alzheimer's Disease? (Portuguese)

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Vida Feliz!



Refreia os impulsos, que procedem dos instintos desgovernados, e age sob o comando da razão.


É verdade que o sentimento bom deve derreter o gelo da lógica racional, no entanto, muitas vezes a frieza da emoção ou a sua loucura agressiva necessitam da vigilância do raciocínio.


Cérebro e coração devem atuar juntos, proporcionando as vantagens do equilíbrio e do comedimento, em favor de uma vida sadia.


Ouve com o sentimento e age com a razão, dosando bem a participação de cada um.




Joanna de Ângelis / Divaldo P. Franco

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

PRIMAVERA

Nathanael Schmitt


Primavera 


 A primavera é a estação dos risos.
Deus fita o mundo com celeste afago,
Tremem as folhas e palpita o lago
Da brisa louca aos amorosos frisos. 


Na primavera tudo é viço e gala,
Trinam as aves a canção de amores,
E doce e bela no tapiz das flores
Melhor perfume a violeta exala. 


Na primavera tudo é riso e festa,
Brotam aromas do vergel florido,
E o ramo verde de manhã colhido
Enfeita a fronte da aldeã modesta. 


A natureza se desperta rindo,
Um hino imenso a criação modula
Canta a calhandra, a juriti arrulha,
O mar é calmo porque o céu é lindo


Alegre e verde se balança o galho,
Suspira a fonte na linguagem meiga,
Murmura a brisa:- Como é linda a veiga!
Responde a rosa: - Como é doce o orvalho!


(Casimiro de Abreu) 

sábado, 21 de setembro de 2013

Almas Apaixonadas



Quando duas almas estão ligadas pelo amor verdadeiro
as defesas já caíram, as armaduras já se quebraram,
não há o que esconder, não há o que temer. 

Para que o perdão aconteça no âmago da sua alma é necessário 
que o seu coração seja tomado por uma compreensão profunda 
sobre a vida, o anseio de viver a real felicidade.


Fonte: Joanna de Ângelis 
Grupo de Estudo da Psicologia Espírita

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Deepak Chopra




Praticar o não julgamento.

Começar o dia dizendo:
"Hoje, não julgarei nada que aconteça".

Também é importante que,
durante todo o dia você se lembre 
de não fazer julgamentos.


Deepak Chopra



Vida Feliz!



Acautela-te dos amigos frios, de coração enregelado.

Há homens que mataram as emoções e deixam-se vegetar em relação ao Bem, exalando miasmas que contaminam, portadores de pessimismo malfazejo que termina por infelicitar quem deles se acerca.

Dilata o círculo das tuas afeições, no entanto, cuida-te quando as influências de tais naturezas, que terminam por perturbar, levando ao desencanto.

Esses indivíduos amargos perambulam sem norte, e, tudo quanto vêm, sombreiam com a sua óptica escura.

Deixe que brilhe o sol em ti.



Joanna de Ângelis / Divaldo P. Franco

Luz do Dia...


sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Do que é simples...





Um jardineiro nunca pergunta por 
que há coisas velhas no jardim,
ele simplesmente faz o trabalho 
de removê-las sem se queixar.
 

Um jardineiro é muito simples. 
É essa simplicidade
que torna alguém digno de ser um 
bom exemplo para os outros.

Simplicidade significa não 
ir ao extremo de nada.
É quando há limpeza em tudo e não há
ciúmes dos outros em relação a mim.
 

Simplicidade é não desperdiçar nada.
Simplicidade verdadeira é ter uma mente simples.

 

(Dadi Janki)

Grata pela sua presença...


A MONTANHA DA VIDA

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Laços profundos...


Luz do Dia










Sementes (Pe. Fábio de Melo)



Hoje, neste tempo que é seu, o futuro está sendo plantado.
As escolhas que você procura, os amigos que você cultiva, as leituras que você faz, os valores que você abraça, os amores que você ama...
Tudo será determinante para a colheita futura.
Por isso, não perca de vista o que você anda escolhendo para deixar cair na sua terra.
Cuidado com os semeadores que não lhe amam, eles têm o poder de estragar o resultado de muitas coisas.
Cuidado com os semeadores que você não conhece, há muita maldade escondida em sorrisos sedutores...
Cuidado com aqueles que deixam cair qualquer coisa sobre você, afinal, você merece muito mais que qualquer coisa...
Cuidado com os amores passageiros, eles costumam deixar marcas dolorosas que não passam...
Cuidado com os invasores do seu corpo, eles não costumam voltar para ajudar a consertar a desordem...
Cuidado com os olhares de quem não sabe lhe amar, eles costumam lhe fazer esquecer que você vale à pena...
Cuidado com as palavras mentirosas que esparramam por aí, elas costumam estragar o nosso referencial da verdade...
Cuidado com as vozes que insistem em lhe recordar os seus defeitos... elas costumam prejudicar a sua visão sobre si mesmo...
Não tenha medo de se olhar no espelho.
É nessa cara que você tem, que Deus resolveu expressar mais uma vez, o amor que Ele tem pelo mundo.
Não desanime de você, ainda que a colheita de hoje não seja muito feliz.
Não coloque um ponto final nas suas esperanças.
Ainda há muito o que fazer, ainda há muito o que plantar, e o que amar nessa vida...
Ao invés de ficar parado no que você fez de errado, olhe para frente, e veja o que ainda pode ser feito...
A vida ainda não terminou...
E já dizia o poeta "que os sonhos não envelhecem..."
Vai em frente!
Sorriso no rosto e firmeza nas decisões!
Deus resolveu reformar o mundo, e escolheu o seu coração para iniciar a reforma.
Isso prova que Ele ainda acredita em você.
E se Ele ainda acredita, quem sou eu pra duvidar...

Padre Fábio de Melo


sábado, 7 de setembro de 2013

Luz de Meimei


Dalai Lama...





Se existe amor, há também esperança de existirem verdadeiras famílias, verdadeira fraternidade, verdadeira igualdade e verdadeira paz. 
 
Se não há mais amor dentro de você, se você continua a ver os outros como inimigos, não importa o conhecimento ou o nível de instrução que você tenha, não importa o progresso material que alcance, só haverá sofrimento e confusão no cômputo final. 
 
O homem vai continuar enganando e subjugando outros homens, mas insultar ou maltratar os outros é algo sem propósito. 
 
O fundamento de toda prática espiritual é o amor. Que você o pratique bem é meu único pedido.
 
 
(Dalai Lama)
Fonte: Espaço União da Luz

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Conflitos...




Um dos graves problemas da criatura humana é a convivência no lar. Famílias existem marcadas por frequentes conflitos. Algumas os resolvem de forma sumária: os esposos se divorciam, os filhos optam por morar fora do lar.

Por vezes, a convivência é tão conturbada que alguém desabafa: Sinto vontade de esganá-lo. Preciso me controlar para não perder a cabeça.

Podemos detectar, nesses relacionamentos, Espíritos que se prejudicaram uns aos outros, em vidas anteriores. Por vezes, foram inimigos e agora estão se reencontrando. Unidos não pelo afeto, nem por afinidade, mas para a reconciliação, enfrentam dificuldades para se harmonizarem porque, de forma inconsciente, guardam a mágoa do passado. Daí as desavenças que, com facilidade, conturbam a vida familiar.

Na verdade, esses desencontros são decorrentes muito mais de nosso comportamento no presente do que dos compromissos do pretérito. Deus não nos reúne no lar para nos magoarmos e agredirmos. Alguém já disse certa vez: Deus espera que nos amemos e não que nos amassemos.

Se desejamos melhorar o ambiente doméstico, o primeiro passo é nos dispormos. Geralmente, esperamos muito uns dos outros, reclamando atenção, respeito, compreensão, tolerância.

Devemos cobrar tudo isso sim, e muito mais. Mas não dos outros, de nós mesmos. Melhorando-nos, estimularemos os familiares a fazer o mesmo.

Todos aprendemos pelo exemplo. A questão não é fácil, mas não é impossível. Quando dizemos esforço inútil, referindo-nos a uma pessoa intratável, irritada, agressiva, possivelmente o que nos falte seja mais um pouco de perseverança.

Não há quem resista indefinidamente ao bem. Além do mais, Jesus pacientemente espera pela nossa decisão de melhoria. Prossegue de braços abertos... aguardando nossa feliz decisão.

No lar, no trato com os familiares, pensemos que, se estamos juntos, motivos imperiosos existem. Assim, não percamos a oportunidade de desculpar, perdoar, acertar.

Se, às vezes, a situação se tornar melindrosa e nos sintamos vacilar, façamos como aquela mãe que era detestada pela filha, nos anos da infância. Abraçava-a e dizia: Filha, uma de nós duas é culpada. Desculpemo-nos.
 
Sábia atitude!

Não renascemos, nem estamos juntos para revides ou vinganças. Tornamos a nos unir para os ajustes com a Lei.

Afinemo-nos, pois, começando hoje por desculpar, agora, enquanto a oportunidade se faz presente.

*   *   *

Os pequenos sacrifícios em família formam a base da felicidade no lar.

É sempre possível achar a porta do entendimento mútuo, quando nos dispomos a ceder, de nós mesmos, em pequeninas demonstrações de renúncia a pontos de vista.

O lar é o coração do organismo social. Em casa começa nossa missão no mundo.



Redação do Momento Espírita, com base no
cap. 8, do livro
Sinal verde, pelo Espírito
André Luiz, ed. Cec; no cap. Conflitos
domésticos, do livro
Uma razão para viver, de
Richard Simonetti, ed. Gráfica São João e no
verbete
Lar, do livro Dicionário da alma, por
Espíritos diversos, psicografia de Francisco
Cândido Xavier, ed Feb.

Em 14.09.2012.