quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Tua Luz brilha...



Tua Luz Brilha... Tua luz brilha, mesmo quando não a queres, mesmo quando não a vês. 

Poderás esconder-te de ti mesmo, apagando todas as tuas velas, todas as tuas lamparinas; cobrindo com véus as tuas estrelas azuis, nublando com nuvens pesadas o teu céu para que nele nem a lua e nem o sol possam ser vistos... 

Mas quando te distraíres, por segundos, ao som de uma canção que invoca a luz do amor, quando te distraíres olhando para o mar ou brincando sem querer com os cata-ventos da tua memória, saberás que brilhaste... 

E, se neste momento, puderes soltar tuas amarras e, feito um pássaro, voar pelo teu universo interior, verás quão luminoso é o teu ser. Sentirás as mãos amorosas da existência guiando teu coração e ensinando-te a amar... 

Saberás não estar sozinho, saberás ser amado e agraciado pelo amor do teu Criador. E tudo isso porque deixaste, sem querer, a tua luz iluminar, o teu ser respirar a vida que brota alegre a cada momento em que te decides por ti mesmo. Lembra, Deus abençoa e te sorri por isso.


(Estação da Paz)

Fonte: Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica

domingo, 23 de novembro de 2014

Um carinho para meus amigos


Respiração Consciente



Uma troca de energia vital com o Universo


A consciência respiratória é muito importante para a saúde e equilíbrio emocional.

Na prática de YOGA, as técnicas respiratórias são chamadas de PRANAYAMA referindo-se ao regular a inspiração e a expiração, pelo controle da energia vital.

A respiração é a troca humana com a vida e com o universo.

A vida moderna, a poluição, as emoções desenfreadas, a alimentação artificial, tudo isso tirou a naturalidade do processo respiratório.

Praticar técnicas respiratórias atualmente tornou-se uma necessidade para resgatar a respiração natural e com isso uma harmonização interior.

Tornar-se perito na arte de respirar, potencializa esta troca energética com a natureza e favorece a condição humana na prática da meditação.

Ao mesmo tempo em que um estado profundo de quietação mental é acompanhado da ausência de respiração, a ausência da respiração pode causar um total incômodo e agitação.

Então temos o principal desafio no trabalho com as técnicas respiratórias: encontrar um ponto em que a quietação respiratória aconteça sem sentir “falta de ar”, ritmando a respiração e tornando-a progressivamente cada vez mais lenta o que proporciona um estado de concentração e lucidez, via domínio da energia vital, expansão e controle da respiração.

É importante a compreensão e o domínio respiratório, pois o ritmo da respiração está conectado com a consciência, suas funções, e os estados de consciência.

A irregularidade gera instabilidade psíquica e dispersão mental.

Respiração consciente é um instrumento de unificação da consciência, uma atenção dirigida para a vida orgânica, uma porta de entrada na própria essência da vida, uma consciência da própria grandeza. (ELIADE, 1996, p. 59)

As técnicas respiratórias desenvolvem inúmeros benefícios fisiológicos, mas seu principal objetivo é interferir na respiração e no sistema nervoso como preparação para meditação.

* * *
 
Anote e pratique alguns exercíos de consciência respiratória:

Primeiro, é necessário compreender as quatro etapas da respiração: inspiração, retenção cheia, expiração, retenção vazia.

A respiração é uma troca com o cosmos, inspirando acessamos a energia vital e primordial que se manifesta em todo universo: o PRANA.

Retendo cheio, direcionamos esta energia, transformamos a qualidade da energia absorvida.

Expirando, eliminamos toxinas, tensões e relaxamos e distribuímos a energia.

E retendo vazio, preparamos o interior para uma nova energia, entramos em contato com a interiorização, introversão e possibilita-se o efeito da energia no corpo.





A respiração é um alimento tão importante que alguns minutos sem respirar causa a morte, enquanto que podemos ficar dias sem comer ou tomar água podendo sobreviver. Esse grau de importância é conferido pelo duplo comando: sistema nervoso autônomo e voluntário.

Assim, é interessante ter a coordenação dos músculos que participam da respiração: o diafragma, os retos abdominais, os intercostais e peitorais.

O diafragma separa para cima coração e pulmões, e para baixo órgãos abdominais. É um músculo interno que desce quando o ar entra, massageando as vísceras abdominais e deslocando-as para baixo e para frente; e sobe na expiração, ajudando os pulmões a expelirem o ar, neste momento, a cavidade abdominal fica côncava, pois o diafragma liberou o espaço para os órgãos abdominais.

Quando passamos por momentos de desconforto emocional, imediatamente a respiração se altera. Por outro lado, ao exercitar todos os músculos respiratórios criamos oportunidade de dissipar conteúdos emocionais mal resolvidos e stresse.

A respiração baixa acontece quando o ar e a energia vital são levados para a parte baixa dos pulmões, e pela ação do diafragma, os músculos retro abdominais se expandem, como um balão cheio. Quando o ar sai, o abdômen é contraído, como um balão vazio. Mas este balão não enche só para baixo, enche para os lados e para trás, na parte média dos pulmões, expandindo a musculatura intercostal quando o ar entra, e retornando as costelas quando o ar sai.

A respiração alta é a mais comum por tratar-se de uma respiração superficial, acontece na altura do peito, e fica muito nítida em momentos de ansiedade, stresse ou susto.

O interessante é respirar com toda a cavidade pulmonar para eliminar as bactérias que se reproduzem no sistema respiratório quando a respiração é curta e superficial, fazendo o movimento respiratório chegar primeiro no abdômen, depois nas costelas, e por último e discretamente no peito ou clavículas.

Para expirar, o ar pode sair na ordem inversa. As técnicas respiratórias equilibram e acalmam o sistema nervoso, os pensamentos e sentimentos, ao equilibrarem e acalmarem a respiração, seu o ritmo, intensidade, duração, amplitude e formas de passagem de ar.

Quando for necessário eliminar toxinas, solte o ar pela boca.

Caso contrário, respire sempre nasal mantendo a língua acomodada no céu da boca, isso favorece a circulação da energia vital dentro do corpo.

Além desses exercícios de consciência respiratória descritos aqui, existem inúmeras outras técnicas respiratórias mais complexas que devem ser praticas sob orientação.

Mesmo que você não tenha interesse em se preparar para a meditação, procure respirar fundo no seu dia a dia, isso oxigena seu cérebro beneficiando concentração, aprendizagem e novas ideias, procure perceber as fases da respiração, os músculos que se movimentam com o ciclo respiratório e procure observar a alteração da respiração que acompanha as alterações emocionais.

A respiração está conectada com o sistema nervoso e com as emoções.

Ao ter consciência respiratória e ao exercitar a respiração com frequência, dissipamos conteúdos emocionais, organizamos nosso sistema nervoso e favorecemos estados mentais mais lúcidos.

Experimente, pratique, vivencie, você se sentirá muito bem!

Namaste,
Naiana.


Fonte:
http://ecoviagem.uol.com.br/BLOGS/NAIANANATUREZA
http://stelalecocq.blogspot.com/

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Os periquitos



No leque verde dos coqueiros
Que ornam a margem dos caminhos,
Os periquitos galhofeiros
Zombam dos outros passarinhos.
Numa algazarra delirante,
Batendo as asas irisadas,
Cantam a terra e o céu distante,
Glorificando as alvoradas. 

Porque se julguem muito ricos
Donos do espaço e das alturas,
Fogem dos pobres tico-ticos,
Trocando afetos e ternuras.
Unidos contra aos caçadores,
Andam ariscos e assustados:
Temem os ventos destruidores
E a poeira azul dos descampados. 

São tão alegres, tão ruidosos,
Que a gente ao vê-los avalia
Que sejam todos venturosos,
Brincando ao sol de cada dia.
Não param nunca os mais tranquilos.
Pulam, febris, de galho em galho.
Com que prazer, para segui-los,
Deixo de lado o meu trabalho! 

Passam a vida saltitando
E é cada qual mais tagarela.
Onde vai um, lá vai o bando
Cortando o azul na tarde bela.
Ordena um deles a partida
Em busca de outros horizontes. 

Depois é a volta… E que corrida
Vertiginosa sobre os montes!
E quando, à noite, escuto os gritos
De mil insetos bandoleiros,
Dormem, sonhando, os periquitos
No leque aberto dos coqueiros. 
 

Osório Dutra (1889 -1968)

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Você se ajuda?



O criador de todas as coisas dotou o ser humano de inteligência e livre-arbítrio, combinações que quando integradas a outras características inerentes como emoções e sentimentos, levam-no a atingir níveis de consciência que determinam o seu grau de progresso espiritual.

No entanto, muitos seres ficam pelo caminho evolutivo, estacionam, se perdem nos desvios da existência. Geralmente, por imaturidade ou por questões ligadas à dependência afetiva, sentimentos não resolvidos cuja sintonia a criança leva consigo para a fase adulta.

Em outras situações, a negligência dos pais ou substitutos na educação, acentuam traços negativos de caráter que o indivíduo trás de outras vidas. A vida, na verdade, é uma combinação de situações pregressas e atuais, onde as vivências se misturam revelando a síntese do que somos.

Porém, acima de tudo, e de acordo com as leis da vida, cabe ao indivíduo adulto que goza de boa saúde, ser responsável por si mesmo, pois a percepção de si próprio inserido no contexto da vida, é a mola mestra que impulsiona as realizações pessoais no campo da independência afetiva e da liberdade de escolha.

O sentido de evolução é inerente ao ser humano. Se não for na vida atual por uma questão de limitação física ou de origem neurológica que impede o desenvolvimento normal do indivíduo, tornando-o dependente de terceiros, será na próxima vida quando ele estiver livre da "dívida" contraída no pretérito.

As leis naturais, também chamadas de divinas, morais ou universais, estimulam o ser inteligente para o crescimento integral e expansão da consciência. Mas, geralmente, o indivíduo não percebe essa orientação natural que permanece latente em sua consciência, exceto pelo aspecto instintivo relacionado à necessidade de sobrevivência em um mundo cada vez mais competitivo e repleto de conflitos de egos.

Por isso, muitas vezes, desviando-se do rumo ou alheio à orientação das leis naturais, o indivíduo sucumbe às suas próprias limitações. Torna-se apático, sua luz natural direcionada para a evolução quase se extingue, e a depressão avança tornando os seus dias mais sombrios e sem esperanças...

Sem reagir ou querer se ajudar, ele afunda cada vez mais no pântano de seus sentimentos não resolvidos e emoções descontroladas. O desequilíbrio, então, age livremente em seu psiquísmo, desorientando-o por tempo indeterminado da linha natural da vida e de seu senso de evolução.

Perdido como uma nau em mar bravio, o ser inteligente luta contra si mesmo para superar as muitas dificuldades encontradas pelo caminho. Não visualiza novos horizontes porque não enxerga além da sintonia de vítima presa às circunstâncias de sua existência.

Mesmo à deriva de sua tempestade existencial, ele não clama por socorro, não busca ajuda, não tem motivação para sair do redemoinho de suas lamentações e encontrar a luz do amanhecer e a tranquilidade de águas mais serenas que levem a portos seguros.

A cegueira provocada por ressentimentos do passado, impedem a visão de si próprio como um ser direcionado à transcendência das coisas que estão associadas ao efêmero dos acontecimentos mundanos.

Prisioneiro de si mesmo e subjugado aos grilhões da obsessão e do sentimento de vitimização, ele experiencia em vida a masmorra do corpo e da alma, sendo a escuridão sua inseparável companheira de todas as horas.

Deprimido e acabado ele aguarda que a guilhotina da vida venha por fim a sua dor crônica, ao seu sofrimento tenaz e a sua desesperança por dias melhores - iluminados e acolhedores.

De repente, a simples visão de dias iluminados e acolhedores que a sua memória ainda guarda de tempos idos, faz reacender a chama da vida e a certeza de que a esperança pode ser renovada a partir do ponto em que o caminho do crescimento foi desviado para atalhos incertos e perigosos.

É chegado o momento -e talvez, a última oportunidade- de buscar ajuda para recuperar a tesão pela vida e o sentido de independência como ponto de partida para a expansão da consciência, em benefício do autoconhecimento, bem-estar e das realizações de âmbito pessoal e profissional.

por Flávio Bastos

www.flaviobastos.com
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos realizados: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Eteriatria Quântica, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail:flaviolgb@terra.com.br

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Cântico do Irmão Sol




Louvado seja Deus na Natureza,
Mãe gloriosa e bela da Beleza,
E com todas as suas criaturas:
Pelo irmão senhor Sol, o mais bondoso
E glorioso irmão pelas alturas,
O verdadeiro, o belo, que alumia
Criando a pura glória – a luz do dia!

.
Louvado seja p’las irmãs Estrelas,
Pela irmã Lua que derrama o luar,
Belas, claras irmãs silenciosas
E luminosas, e suspensas no ar.

.
Louvado seja p’la irmã Nuvem que há-de
Dar-nos a fina chuva que consola;
P’lo Céu azul e pela Tempestade;
P’lo irmão Vento, que rebrame e rola.

.
Louvado seja pela preciosa,
Bondosa água, irmã útil e bela,
Que brota humilde, é casta e se oferece
A todo o que apetece o gosto dela.

.
Louvado seja pela maravilha
Que rebrilha no Lume, o irmão ardente,
Tão forte, que amanhece a noite escura,
E tão amável, que alumia a gente.

.
Louvado seja pelos seus amores,
Pela irmã madre Terra e seus primores,
Que nos ampara e oferta seus produtos,
Árvores, frutos, ervas, pão e flores.

.
Louvado seja pelos que passaram
Os tormentos do mundo dolorosos,
E, contentes, sorrindo, perdoaram;
Pela alegria dos que trabalharam,
Pela morte serena dos bondosos.

.
Louvado seja Deus na mãe querida,
A natureza, que fez bela e forte:
Louvado seja pela irmã Vida,
Louvado seja pela irmã morte.


.
São Francisco de Assis

sábado, 8 de novembro de 2014

Derramando pétalas




Dirijam vossas vidas, seja nas tristezas, seja nas alegrias, 
sempre derramando pétalas, assim como as flores.
 
As flores, seja dia, seja noite, haja chuva, haja sol, 
enviam para o ar que respiramos todo o perfume que contém, 
lembrando aos homens que a vida perfumada segue mais além.

Espalhemos nossas essências de amor, 
perfumando a vida daqueles que nem sequer sabem admirar uma flor, 
ou nunca pararam para apreciar a beleza gratuita feita pelo nosso Pai com amor, 
para que os homens se inspirassem na simplicidade e beleza de uma simples flor.

Se colhida e dedicada a alguém significa amor. 

Sejamos apenas simplesmente uma flor, atuemos em estado de graça, 
espalhemos beleza onde existe tristeza, colhamos as dores alheias 
e nos transformemos em buquê de flores, para oferecermos o nosso amor a todos, 
com a mesma graça beleza e cor.

Apenas uma flor. 
O exemplo da flor bastará para uma transformação de muito amor.

Não importa, jasmim, rosa, cravo, lírio, orquídea, 
não importa a flor, o importante é que 
espalhemos as pétalas de nosso amor.

Sejamos Flor!!!
Sejamos Amor!!!


Cora Maria

domingo, 2 de novembro de 2014

A travessia do caminho



Impossível atravessar a vida...
Sem que um trabalho saia mal feito, 
Sem que uma amizade cause decepção,
Sem padecer com alguma doença...


Impossível atravessar a vida...
Sem que um amor nos abandone,
Sem perder um ente querido,
Sem se enganar em um negócio...


Esse é o custo de viver.
O importante não é o que acontece, mas,
Como você reage.
Você cresce...


Quando não perde a esperança,
Nem diminui a vontade, nem perde a fé.
Quando aceita a realidade e tem orgulho de vivê-la.
Você cresce...


Quando aceita seu destino, e mesmo assim, tem garra para mudá-lo.
Quando aceita o que ficou para trás, 
Construindo o que tem pela frente e
Planejando o que está por vir...


Cresce quando se supera, se valoriza e sabe dar frutos.
Cresce quando abre caminho, assimila experiências, e semeia raízes.
Cresce quando se impõe metas sem se importar
com comentários, nem julgamentos...


Cresce quando dá exemplos, sem se importar com o desdém,
Quando você cumpre com seu trabalho.
Cresce quando é forte de caráter, sustentado por sua formação,
Sensível por temperamento, e humano por natureza!


Cresce quando enfrenta o inverno mesmo que perca as folhas.
Cresce quando colhe flores mesmo que tenham espinhos.
Cresce quando marca o caminho mesmo que se levante o pó.


Cresce quando é capaz de lidar com resíduos de ilusões.
Cresce quando é capaz de perfumar-se com flores, e elevar-se por amor!
Cresce ajudando a seus semelhantes, conhecendo a si mesmo
e dando à vida mais do que recebe.


E assim se cresce...


:: por Susana Carizza ::
 
Impossível atravessar a vida... Sem que um trabalho saia mal feito, sem que uma amizade cause decepção, sem padecer com alguma doença. Impossível atravessar a vida... Sem que um amor nos abandone, sem perder um ente querido, sem se enganar em um negócio. Esse é o custo de viver. O importante não é o que acontece, mas, como você reage. Você cresce... Quando não perde a esperança, nem diminui a vontade, nem perde a fé. Quando aceita a realidade e tem orgulho de vivê-la. Você cresce... Quando aceita seu destino, e mesmo assim, tem garra para mudá-lo. Quando aceita o que ficou para trás, construindo o que tem pela frente e planejando o que está por vir. Cresce quando se supera, se valoriza e sabe dar frutos. Cresce quando abre caminho, assimila experiências, e semeia raízes. Cresce quando se impõe metas sem se importar com comentários, nem julgamentos. Cresce quando dá exemplos, sem se importar com o desdém, quando você cumpre com seu trabalho. Cresce quando é forte de caráter, sustentado por sua formação, sensível por temperamento, e humano por natureza! Cresce quando enfrenta o inverno mesmo que perca as folhas. Cresce quando colhe flores mesmo que tenham espinhos. Cresce quando marca o caminho mesmo que se levante o pó. Cresce quando é capaz de lidar com resíduos de ilusões. Cresce quando é capaz de perfumar-se com flores, e elevar-se por amor! Cresce ajudando a seus semelhantes, conhecendo a si mesmo e dando à vida mais do que recebe. E assim se cresce… Como Perder Barriga
Impossível atravessar a vida... Sem que um trabalho saia mal feito, sem que uma amizade cause decepção, sem padecer com alguma doença. Impossível atravessar a vida... Sem que um amor nos abandone, sem perder um ente querido, sem se enganar em um negócio. Esse é o custo de viver. O importante não é o que acontece, mas, como você reage. Você cresce... Quando não perde a esperança, nem diminui a vontade, nem perde a fé. Quando aceita a realidade e tem orgulho de vivê-la. Você cresce... Quando aceita seu destino, e mesmo assim, tem garra para mudá-lo. Quando aceita o que ficou para trás, construindo o que tem pela frente e planejando o que está por vir. Cresce quando se supera, se valoriza e sabe dar frutos. Cresce quando abre caminho, assimila experiências, e semeia raízes. Cresce quando se impõe metas sem se importar com comentários, nem julgamentos. Cresce quando dá exemplos, sem se importar com o desdém, quando você cumpre com seu trabalho. Cresce quando é forte de caráter, sustentado por sua formação, sensível por temperamento, e humano por natureza! Cresce quando enfrenta o inverno mesmo que perca as folhas. Cresce quando colhe flores mesmo que tenham espinhos. Cresce quando marca o caminho mesmo que se levante o pó. Cresce quando é capaz de lidar com resíduos de ilusões. Cresce quando é capaz de perfumar-se com flores, e elevar-se por amor! Cresce ajudando a seus semelhantes, conhecendo a si mesmo e dando à vida mais do que recebe. E assim se cresce… Como Perder Barriga
Impossível atravessar a vida... Sem que um trabalho saia mal feito, sem que uma amizade cause decepção, sem padecer com alguma doença. Impossível atravessar a vida... Sem que um amor nos abandone, sem perder um ente querido, sem se enganar em um negócio. Esse é o custo de viver. O importante não é o que acontece, mas, como você reage. Você cresce... Quando não perde a esperança, nem diminui a vontade, nem perde a fé. Quando aceita a realidade e tem orgulho de vivê-la. Você cresce... Quando aceita seu destino, e mesmo assim, tem garra para mudá-lo. Quando aceita o que ficou para trás, construindo o que tem pela frente e planejando o que está por vir. Cresce quando se supera, se valoriza e sabe dar frutos. Cresce quando abre caminho, assimila experiências, e semeia raízes. Cresce quando se impõe metas sem se importar com comentários, nem julgamentos. Cresce quando dá exemplos, sem se importar com o desdém, quando você cumpre com seu trabalho. Cresce quando é forte de caráter, sustentado por sua formação, sensível por temperamento, e humano por natureza! Cresce quando enfrenta o inverno mesmo que perca as folhas. Cresce quando colhe flores mesmo que tenham espinhos. Cresce quando marca o caminho mesmo que se levante o pó. Cresce quando é capaz de lidar com resíduos de ilusões. Cresce quando é capaz de perfumar-se com flores, e elevar-se por amor! Cresce ajudando a seus semelhantes, conhecendo a si mesmo e dando à vida mais do que recebe. E assim se cresce… Como Perder Barriga

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

A palavra que faltava



Havia uma mulher que amava as palavras. Desde a meninice, elas exerciam sobre ela um grande fascínio.
Talvez por isso ela tenha aprendido a ler muito cedo. Desejava decifrar aqueles sinais que preenchiam as páginas do jornal.
Gostava de apreciar a sonoridade das palavras. Umas suaves, outras mais agressivas. E de aprender o significado de cada uma delas.
 
Encantava-se em saber que as palavras têm o poder de representar o pensamento humano e estabelecer a comunicação entre as pessoas.
Descobriu que existem palavras doces e perfumadas, como flor, carinho, amizade, maçã. Outras, tristes e angustiantes como lágrima, distância, saudade. Algumas dolorosas como crime, fome, abandono, guerra.
Algumas alegres e descontraídas, como primavera, natureza, criança.
Verificou que existem palavras que soam como uma sentença de morte, como câncer. Dá para imaginar o impacto que esse vocábulo é capaz de causar nos ouvidos de quem a ouve?
 
Um dia, no entanto, ela ouviu dos lábios do médico que acabara de examinar com muito cuidado uns raios-x, esta palavra e a achou muito feia.
Num momento, a paisagem se modificou, pareceu-lhe não haver mais luz, embora ainda fosse dia. O sangue lhe sumiu das faces, dando lugar a um suor gélido.
O coração tentou fugir a galope. Ela se lembrou de que, tempos atrás, fora convocada para uma batalha pela vida. Agora, outra vez lhe competia empreender a luta pela vida.
Fruto da ignorância, o medo, sempre oportunista, se instalou e a insegurança a dominou. O especialista foi lhe afirmando que havia muitas chances de melhora, graças às mais recentes conquistas da medicina.

Mas ela nem conseguia mais prestar atenção. A voz do médico parecia distante. O cérebro dela desenhava paisagens sombrias, comprometendo o equilíbrio.
De volta ao lar, um tanto mais calma, talvez inspirada por benfeitores invisíveis, ela se lembrou de orar. Preparou sua alma para entrar em contato com Jesus e lhe rogar as forças necessárias.
Enquanto orava, pareceu ver o azul do firmamento, num cair de tarde, começando a salpicar de estrelas. Dele se destacou uma luz radiante, abrangendo todo o espaço ao seu redor.
 
Alguém, de olhar sereno e sorriso cativante lhe estendeu os braços. Caminhou em sua direção e um delicado perfume a envolveu.
Ela se sentiu aconchegar de encontro ao peito daquela criatura tão serena, como se fosse uma criança amedrontada.
Uma nova energia invadiu todo o seu ser e, então, como um canto divino ela ouviu dentro d’alma a voz melodiosa do mensageiro: 
Filha, por que choras?Entre todas as palavras que admiras, esqueceste a mais importante, a mais poderosa.
Ela se atreveu a perguntar: e que palavra eu esqueci, Senhor?
Ele se afastou um pouco, tomou o rosto dela entre suas mãos e olhando-a com doce ternura, respondeu: a palavra é Fé

                                                                   ***
Fé é a mola propulsora que permite superar óbices e vencer obstáculos.
Fé é força motriz da alma que, assim alimentada, vence os percalços e avança, vitoriosa.
Por esta razão é que o Mestre de Nazaré ensinou, um dia: se tiverdes fé do tamanho de um grão de mostarda, direis a esta montanha: move-te daqui para lá e ela se moverá.
E a montanha que todos precisamos mover para avançar na estrada da vida, chama-se dificuldade.
Pense nisso.

 
Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no texto Xô, palavra feia!, de autoria de Rute Villas Boas.

domingo, 28 de setembro de 2014

Perfeição



Você deve transferir sua atenção do fracasso ao sucesso, 
da preocupação à calma, da agitação mental à concentração, 
da inquietude à paz, e da paz à divina felicidade interior. 

Quando você alcançar esse estado de autorrealização,
o propósito da sua vida terá sido gloriosamente cumprido.



 Paramahansa Yogananda
"A Lei do Sucesso"

sábado, 27 de setembro de 2014

Reflexão



A arte alimenta-se de ingenuidades, 
de imaginações infantis que ultrapassam os
limites do conhecimento;

é aí que se encontra o seu reino.
Toda a ciência do mundo não seria 
capaz de penetrá-lo.

:: Lionello Venturi :: 

sábado, 20 de setembro de 2014

Reflexão



"E o que a gente leva, não é o que encanta os olhos, 
mas o que toca o coração."

(Karla Tabalipa)

Mensagens com carinho...



"Se, ao acordar, posso escolher uma roupa, posso escolher também o sentimento que vai vestir meu dia. 
Se, no percurso, posso errar o caminho, posso também escolher a paisagem que vai vestir meus olhos. 
A mesma articulação que tenho para reclamar, tenho para agradecer. 
E, se posso me adornar com a alegria, não é a tristeza que eu vou tecer. 
Que hoje e sempre, seja mais um belo dia!" 

por Marla de Queiroz

domingo, 8 de junho de 2014

Sementes de Felicidade



Acenda a luz da esperança.

Se a dificuldade lhe aperta e os problemas parecem sem solução, procure acender a luz da esperança. Não fraqueje.

Tudo tem solução. Basta querer e esforçar-se.

Você tem capacidade. Lute. Creia em si mesmo. Uma forte luz está colocada por Deus dentro de você.

Ame.

Você está acendendo a luz da esperança quando passa a acreditar que Deus não desampara a ninguém.

 (Lourival Lopes)

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Vida Feliz





Vida Feliz  ( 163 )


Incessantemente, busca a tua identidade real,
isto é, descobre-te para o bem
de ti mesmo.

Constatarás que não és melhor nem pior
do que os outros, mas, sim,
o que te faças, isto contará.

Com essa conscientização, perceberás que
não tens direito a privilégios
nem sofres abandono da Divindade.

Tudo quanto te ocorra, transforma em
lição proveitosa para o teu crescimento espiritual,
pois que para tal estás na Terra.

Amealha todas as conquistas e converte-as
em lições de sabedoria, com que te
enriquecerás de bênçãos.


Joanna de Ângelis / Divaldo P. Franco

O mundo florirá



Ao mesmo tempo em que te digo que aprecies o espetáculo do mundo e até fiques deslumbrado e impressionado com sua beleza, ao mesmo tempo te digo que não fiques deslumbrado, nem fiques impressionado, pois é assim que o mundo deve ser. Ama as estrelas. Elas são deslumbrantes. Ama-as e preserva-as e declara a beleza delas. Reverencia as estrelas. Reverencia toda a beleza do Universo, pois ela é tua. A beleza é tão tua que não tens que ficar preso a ela.

O que estou tentando dizer é que se houver uma noite escura e as estrelas não forem visíveis, não precisas ficar desesperado. Ama profundamente, não tenhas que ter à vista aquilo que amas. Independente de enxergares ou não as estrelas, elas estão lá. Elas não foram embora. Não dependes de enxergá-las. De qualquer modo, elas te vêem, pois enxergam um reflexo delas mesmas em ti. As estrelas irradiam sua luz sobre ti independente de nuvens ou neblina. As estrelas são. A beleza é. E elas estão refletidas em ti.

Não há nada a que devas te apegar, querido. Nem mesmo a própria vida. Não existe nada que tenhas que ter, porque tens tudo.

Não te importes com o carro brilhante que não tens. Não te importes com a presença ou a falta do óbvio. Amplia a tua percepção de modo a incluíres as glórias do mundo e do Céu, independente de as enxergares diretamente à tua frente ou não.

Quando és bom amigo, amas teu amigo, faça chuva ou faça sol. Teu amor pelo teu amigo não tem que depender de ele ser tudo o que queres que ele seja em um determinado momento. Não pões teu amigo para fora do teu coração porque ele não está brilhando a todo o momento. Nem tens que ter má vontade com o mundo, quando o mundo não é o parceiro de alma perfeita que desejastes.

Quando o mundo não te apresenta o perfil perfeito, podes amá-lo do mesmo jeito? Por que razão perderias a esperança no mundo e na tua vida nele? Por que razão jogarias o mundo aos cães, por assim dizer?

Moras numa casa. A casa nem sempre está perfeita aos teus olhos. Às vezes o teto vaza, ou uma janela faz ruído e os degraus rangem. Tu não implicas com tua casa porque ela não é perfeita. Em vez disso, podes consertá-la.

O mundo é o teu lar, e ele merece mais apreciação da tua parte. Por favor, pára de apontar os defeitos do mundo para ti mesmo ou para qualquer outra pessoa. Não te importes com as rugas dele. Multiplica o amor no mundo, em vez disso. Faz um carinho na cabeça dele e ama-o. Faz do mundo o amor da tua vida. Deixa que tua vida seja amor. Se queres que o mundo seja diferente, se queres que tua vida seja diferente, acredita neles. Quando vires a vida da maneira que gostas, faz com que ela saiba do que gostas.

Na luz da tua apreciação, o mundo florirá. Tu florirás. Os desertos florirão. Oásis brotarão.

É tão simples, querido. Quando desmereces o mundo, o mundo sente o teu menosprezo. Fazes com que ele se sinta mal, e ele não sabe como sair do estado em que se encontra. Por outro lado, quando enxergas a beleza no mundo, tu aumentas a beleza do mundo. Com a tua afeição pelo mundo, o mundo melhora, pois tu o reconheces pelas maravilhas que Eu criei. Teu amor pelo mundo alimenta-o. És tu que pintas o mundo através daquilo em que prestas atenção.

Vamos nos dar as mãos e juntos perceber as glórias do mundo, e nos desapegar de tudo o que é de menos, para que, sem tua atenção na escória, a escória não seja mais alimentada e, assim, não mais prospere nem mesmo exista.





:: Glória Wendroff ::

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Luz do Dia




Fonte: Uma flor para cada mulher do mundo

Sonhos e Ideais



"Saímos pelo mundo em busca de nossos sonhos e ideais.
Muitas vezes colocamos nos lugares inacessíveis
o que está ao alcance das nossas mãos."

Paulo Coelho


Fonte: Uma flor para cada mulher do mundo.

domingo, 11 de maio de 2014

Hoje é o Dia das Mães...

Para minha Mãezinha Malva, com todo o meu amor


A Você querida Mãezinha, receba o meu amor e a minha gratidão, pelos cuidados, pelos carinhos recebidos, pela sua bondade e amor doados tão intensamente em todos os momentos de minha vida...

És a minha bênção e ainda vives juntinha ao meu coração, me acalentando suavemente a alma...

Como foram abençoados e felizes os momentos que passamos juntos. Mãe querida, lembro-me muito bem das alegrias compartilhadas, dos abraços e beijos trocados, do amor irradiando paz, luz e esperança.

Te amo demais...  onde tu estiveres, estarei sempre junto a ti, em pensamento, e em sintonia vibratória.

Deus não separa os filhos que se amam, onde quer que se encontrem estarão ligados pelos laços do amor...

Assim estamos nós duas ligadas e isso é muito precioso, emana uma sensação boa e reconfortante.


***


Mãezinha,

aqueço seu coração através de uma prece de Amor...

"Como estiveres, Deus te guarde,
Como penses, Deus te use,
Onde te encontres, Deus te ilumine,
Com quem estejas, Deus te ampare,
Em todos os teus passos,
Deus te abençoe, hoje e sempre."

Te amo!!!   

Beijos com todo o meu amor e afeição,
Sua filha Márcia