quarta-feira, 29 de dezembro de 2010


Neste momento em que seus olhos se ocupam
das palavras que meu coração resolveu improvisar...
Eu gostaria de lhe agradecer pelas inúmeras vezes que você
me enxergou melhor do que sou.
Pela sua capacidade de me olhar devagar...
Já que nessa vida, muita gente já me olhou depressa demais.
Eu que nem sempre soube acertar...
O que nos torna amigos é a capacidade de sermos muitos,
mesmo quando somos dois!!

(Pe. Fábio de Mello)

"Somos todos pedras preciosas.
E se a vida nos lapida,
a outra parte cabe a nós de arredondar,
colocar formas, dar brilho e
fazer diferença no mundo".

- Letícia Thompson-

O lugar onde mais aprecio estar
é o vasto e arejado jardim
do coracão tranquilo...
Trago de lá algumas mudas de sol
que mesmo quando eu não percebo,
me ajudam a clarear
os trechos do breu do caminho.

-Ana Jácomo-


"Daí, penso também outra coisa de gente grande :
não adianta muito você se enfeitar toda para uma pessoa gostar mais de você.
Porque, se ela gostar, vai gostar de qualquer jeito, do jeito que você é mesmo,
sem brilhos falsos.

- Caio.F .Abreu –

domingo, 26 de dezembro de 2010

Meu Jardim

Durante a noite fico em silêncio apenas para escutar o som do vento.

Sua brisa é tão forte que me deixo levar.Sinto-me sendo levada pelo vento e petalas de flores me acompanham e circundam-me.

Então ouço de fundo o som de uma arpa e um violino. Começa então a chuva cair e tocar meu corpo.

As petalas são tão perfumadas! Sinto o cheirinho dos campos molhados pela chuva que cai. Não compreendo... sinto meu coração se encher de alegria quando a chuva cai, principalmente quando ela vem acompanhada com seus raios e trovões.

Eu sempre me embriago com a força da natureza. É tão linda senti-la.

Somente perfumes voam junto com suas petalas..Estou no jardim de minha imaginação.

Somente lá as raras flores habitam.

desconheço o autor
Viver é ter a chance de acreditar que...

"Viver é ter chance de acreditar que, a cada dia podemos fazer mais que imaginávamos.
É acalentar sonhos e esperanças, fazendo da fé, a nossa inspiração maior.
É buscar nas pequenas coisas, um grande motivo pra ser feliz”.

As vezes nossa vida é abençoada por pessoas tão especiais,
que nos tornamos mais felizes
só porque um dia tivemos a chance de conhecê-las...

- autoria desconhecida -

sábado, 25 de dezembro de 2010

Despertar...

Desperta teus sentidos para que
não percas
tudo de belo e formoso que te cercas.

Apaga a cinza de tua vida
e acenda
as cores
que carrega dentro de ti.

Pablo Picasso

Normas da Verdadeira Felicidade

"Se o homem compreendesse que a SAÚDE DO CORPO
é o reflexo da HARMONIA ESPIRITUAL,
certo se consagraria à vida simples,
com trabalho ativo e à fraternidade legítima
por normas de VERDADEIRA FELICIDADE."

BEZERRA DE MENEZES

domingo, 28 de novembro de 2010


Levante-se sempre...

Todos tropeçam e caem, especialmente quando estão caminhando e buscando mudanças -- seu caso.

Todos se machucam e sangram, por fora ou por dentro, mesmo quando querem somente viver a vida plenamente -- seu caso.
Todos se sentem exaustos, um dia ou outro, e param a caminhada para descansar quando não conseguem dar nem mais um passo -- seu caso.Seu caso, meu caso e o caso de todos os que estão vivos.
Ninguém disse que nossa aventura de viver seria fácil mas, apesar dos tropeços, quedas, dores, tristezas, ferimentos, solidão e exaustão, ainda assim você é mais forte.
Mesmo quando derrubado, (a), você pode levantar e continuar.
Você é mais forte do que suas aparentes limitações e a prova disso é que sente quando algo está limitando sua vida.
Se não fosse mais forte, nem notaria.
Você é mais forte do que seus ferimentos, razão pela qual busca curar-se o mais rapidamente possível para voltar ao combate na vida, na família, na empresa, na escola ou onde quer que seja necessário o seu retorno.
Você é mais forte do que a tristeza porque, no fundo, deseja que ela se vá para dar lugar à alegria e felicidade.
Você é bem mais forte!
Mais forte do que pensam os outros, por melhor que conheçam você.
Mais forte do que pensa você, por mais que acredite conhecer-se.
Mais forte do que qualquer um sobre a Terra possa achar que você é.
Sua força não pode ser medida em aparelhos, não pode ser guardada nem vendida.
Ela está ai dentro e só você pode usa-la, quando achar que deve, quando achar que pode, quando achar que vai.
Suas derrotas não são permanentes, como diz Marilyn vos Savant ao afirmar:
“Ser derrubado é freqüentemente uma condição temporária.Desistir é o que a torna permanente.”
E você não vai desistir, porque você é mais forte, e sempre será mais forte.
Mostre isso ao mundo hoje e se, por qualquer razão, você tropeçar e cair, lembre-se: Você é mais forte!
Respire fundo... levante-se e não desista.
Desistir é o que torna toda derrota permanente.
Levantar-se é o que torna toda derrota somente mais uma lição em direção ao seu imbatível sucesso.



Paz e Luz em seu coração!

A Chave da Eternidade

Porque temer o Adeus se temos a chave da Eternidade?

Nós nascemos, nossas almas se despedem dos anjos e vêm para a terra.
Nossos corpos deixam o conforto do ventre materno, enfrentam mundo exterior.
Na infância, aos poucos deixamos nossos brinquedos e damos adeus a inocência.
Na adolecência, o nosso primeiro amor, passa...e os amigos passam e seguem seus rumos.
Na idade adulta, adandonamos as ilusões, casamos ou não, e vemos o crescimento das nossas responsabilidades.
Nossos filhos crescem e seguem seu destino, e damos adeus às nossas crianças.
Na velhice recordamos os entes perdidos, as horas de adeus, e uma suave saudade nos faz suspirar...
A morte acontece todo o tempo desde o ínicio desde o nascimento, e com o morrer natural das coisas.
Passamos a vida dizendo "adeus" sem perceber.
Então porquê temê-lo?
Nós sabemos que só Deus é Permanente em toda esta dimensão.
Lembremos que jamais Ele diz adeus:
Sua Lei é Renovação!
Paz e Luz em seu coração!
(Silvia Schmidt)

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

As diferenças entre Religião e Espiritualidade

A religião não é apenas uma, são centenas. A espiritualidade é apenas uma.

A religião é para os que dormem.
A espiritualidade é para os que estão despertos.

A religião é para aqueles que necessitam que alguém lhes diga o que fazer, querem ser guiados.
A espiritualidade é para os que prestam atenção à sua Voz Interior.

A religião tem um conjunto de regras dogmáticas.
A espiritualidade te convida a raciocinar sobre tudo, a questionar tudo.

A religião ameaça e amedronta.
A espiritualidade lhe dá Paz Interior.

A religião fala de pecado e de culpa.
A espiritualidade lhe diz: "aprende com o erro".

A religião reprime tudo, te faz falso.
A espiritualidade transcende tudo, te faz verdadeiro!

A religião não é Deus.
A espiritualidade é Tudo e portanto é Deus.

A religião inventa.
A espiritualidade descobre.

A religião não indaga nem questiona.
A espiritualidade questiona tudo.

A religião é humana, é uma organização com regras.
A espiritualidade é Divina, sem regras.

A religião é causa de divisões.
A espiritualidade é causa de União.

A religião lhe busca para que acredite.
A espiritualidade você tem que buscá-la.

A religião segue os preceitos de um livro sagrado.
A espiritualidade busca o sagrado em todos os livros.

A religião se alimenta do medo.
A espiritualidade se alimenta na Confiança e na Fé.

A religião faz viver no pensamento.
A espiritualidade faz Viver na Consciência.

A religião se ocupa com fazer.
A espiritualidade se ocupa com Ser.

A religião alimenta o ego.
A espiritualide nos faz Transcender.

A religião nos faz renunciar ao mundo.
A espiritualidade nos faz viver em Deus, não renunciar a Ele.

A religião é adoração.
A espiritualidade é Meditação. (*)

A religião sonha com a glória e com o paraíso.
A espiritualidade nos faz viver a glória e o paraíso aqui e agora.

A religião vive no passado e no futuro.
A espiritualidade vive no presente.

A religião enclausura nossa memória.
A espiritualidade liberta nossa Consciência.

A religião crê na vida eterna.
A espiritualidade nos faz consciente da vida eterna.

A religião promete para depois da morte. A espiritualidade é encontrar Deus em Nosso Interior durante a vida. - autoria desconhecida -

sábado, 13 de novembro de 2010

Mediunidade e Espiritualidade


"O melhor médium é o médium espiritualizado"

"Houve um tempo em que o refrão 'o melhor médium é o médium evangelizado', criado pelos espíritas, chegou a ser tomado como lei.

Acontece que, como a mediunidade só era sistematicamente estudada e treinada dentro das casas espíritas, era natural que, para eles, o melhor médium fosse o mais evangelizado, uma vez que o Espiritismo é uma doutrina baseada no Cristianismo, nos ensinamentos deixados por Jesus nos Evangelhos.

O desvio começou quando esse parâmetro tornou-se popularmente difundido, como se o médium que professasse qualquer outra religião ou doutrina, ou que não professasse nenhuma religião ou doutrina, não pudesse ser um bom médium, um médium responsável, um médium voltado para o crescimento espiritual de si próprio e das pessoas com quem convive.

No entanto, mais importante que a crença professada pelo médium, é a forma como entende, exerce e usa sua mediunidade. E nesse aspecto, pouco importa se segue os ensinamentos de Jesus, Buda ou Krishna, pois todos eles, em essência, dizem as mesmas coisas, ensinando que somos todos espíritos, imperfeitos ainda, encarnando e desencarnando sucessivamente, e todos iguais perante o Criador.

Nesse aspecto, importa mais saber como o médium vê o próximo e o que deseja para ele; se usa sua mediunidade, ainda que inconscientemente, para levar o bem a todos, indistintamente; se usa a mediunidade para aprender e crescer; se, mais do que médium, ele entende que é um espírito e, como tal, deve levar sua vida aqui na Terra.

A condição temporária de médium é apenas mais uma tarefa, mais um trabalho a ser cumprido, que não o exonera de todas as outras tarefas comuns a todos os outros seres humanos. Ao contrário, como médium, ou seja, como intermediário entre os homens encarnados e os homens desencarnados, ele deve conhecer bem a natureza humana e, para isso, deve viver bem NO mundo, sem viver PARA o mundo.


'Melhor ser espiritualizado do que ser médium'.

A mediunidade é condição que nos coloca em contato direto com o mundo espiritual, o mundo de onde viemos e para onde voltaremos quando esta vida terminar, mas, sendo neutra em si mesma, da mesma forma que nos dá a possibilidade do contato com seres elevados, também pode nos colocar em contato com seres desequilibrados e perturbados. O que determina a qualidade dos contatos a serem feitos por seu intermédio é a intenção do contato e, principalmente, o nível espiritual de quem a possui e exerce.

Quanto mais espiritualizado for o médium, no sentido de ter consciência de sua condição de espírito em experiência na carne, aprendendo e corrigindo-se para crescer, mais elevados serão seus contatos e mais positivos os frutos desses contatos, mesmo quando manifestando entidades desequilibradas, desorientadas e perturbadas, pois estarão sempre voltados para a espiritualização da humanidade como um todo.

De nada adianta ser médium sem essa consciência, pois não estamos aqui para sermos apenas bons médiuns, mas para sermos espíritos melhores, mais éticos e amorosos, e a mediunidade é apenas mais um recurso que Deus nos proporciona para termos sucesso nessa empreitada.

O médium que não procura crescer como espírito, que não busca o aperfeiçoamento de si mesmo em bondade, discernimento, amor, fé e serenidade, que não procura levar às outras pessoas a idéia de que não somos este corpo físico, de que a nossa essência é muito mais sutil, mais nobre e muito mais importante que ele, é mero alto-falante, que apenas repete o que lhe dizem os espíritos, sem se importar com o nível desses espíritos, sem se preocupar se o que dizem é bom ou ruim, sem se importar com o efeito do que é dito nas outras pessoas e no mundo à sua volta.

É o que diz Ramatis, no livro Mediunismo, quando afirma que “não basta ver, ouvir e sentir espíritos em seu plano invisível, pois o médium, em qualquer hipótese, deve ser o homem que, além de contribuir para a divulgação da imortalidade do espírito na Terra, é cidadão comprometido com os deveres comuns junto à coletividade encarnada, onde só a bondade, o amor, o afeto, a renúncia e o perdão incessante podem livrá-lo das algemas do astral inferior.”

Por isso destacamos a frase acima, pois é melhor ser espiritualizado, sem ser médium, do que ser médium, sem ser espiritualizado, já que é muito mais importante para nós evoluirmos como espíritos, independentemente de sermos médiuns ou não.

De nada adianta sermos ótimos médiuns, vendo espíritos, conversando com eles, escrevendo e falando o que eles pensam, se não formos capazes de aprender com isso, se não formos capazes de buscar e levar luz neste contato, se não formos capazes de tornar o mundo à nossa volta melhor com esse intercâmbio.

O contato com o mundo dos espíritos, por si só, não atribui a nenhum médium qualidades morais que ele não tenha em si, que ele mesmo não tenha conquistado como consciência, que ele mesmo não possua, como herança de seus próprios esforços ao longo de sua vida espiritual.

Ninguém se torna digno de confiança e respeito apenas por ser médium.

E o médium só será considerado digno de confiança e respeito quando já o for como indivíduo".



Obs.: Os grifos, no texto, são meus.

Autoria: Maísa Intelisano

sábado, 30 de outubro de 2010


Retrato da Fidelidade

O menino fita as águas do lago
Tendo ao seu lado o cão
Seu fiel e incondicional amigo,
Amigo de todas as horas,
Amigo de todos os momentos...

Em que pensará a criança?
O cão ao seu lado
Parece pensar também,
Acompanhando o gesto do seu dono...

Mas é irracional o animal,
Ele não pensa!
Ele não fala!
Ele não pensa e não fala, mas sente,
Possui uma grande qualidade,
A fideliodade ao amigo,
Do amigo de todos os momentos,
Do amigo incondicional,
Do amigo que não trai
E nem causa descontentamentos.
Se o amigo chora ele se entristece,
Se o amigo ri ele demonstra alegria,
Se o amigo adoece
Ao seu lado ele permanece leal,
Como uma sentinela no seu posto.
Se o amigo morre vem a dor da saudade
E ele também poderá morrer...

Cão, simbolo de amigo,
Retrato excepcional da fidelidade...

Olympiades Guimarães Corrêa

sábado, 23 de outubro de 2010

Olhar atento

Se um dia um olhar te pedir um minuto …
Para tudo. Atenda a esse olhar ...
Porque a vida é um raio de luz …
Passa com a velocidade do vento …


Algumas maneiras de fazer alguém feliz!!!

Dê um beijo.

Um abraço.

Um passo em sua direção.

Aproxime-se sem cerimônia.

Dê um pouco de calor, do seu sentimento.

Sente-se perto e fique por algum tempo.

Não conte o tempo de se doar.

Liberte um imenso sorriso.

Rasgue o preconceito.

Olhe nos olhos.

Aponte um defeito, com jeito.

Respeite uma lágrima.

Ouça uma história ou muitas, com atenção.

Escreva uma carta e mande.

Irradie simplicidade, simpatia, e a energia de Deus.

Num toque de três dedos, observe as "coincidências".

Não espere ser solicitado, preste um favor.

Lembre-se de um caso.

Converse sério ou fiado.

Conte uma piada.

Ache graça.

Ajude a resolver um problema.

Pergunte: Por quê? Como vai?

Como tem passado?

Que tem feito de bom?

Que há de novo? E preste atenção.

Sugira um passeio, um bom livro, um bom filme.

Diga de vez em quando, desculpe, muito obrigado,

Não tem importncia, que há de se fazer, dá-se um jeito.

Tente de alguma maneira ...

E não se espante se a pessoa mais feliz for você!!!

(Autoria desconhecida)

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Olhar de menina...


Olhar de Menina

Olhar de criança que vê a vida em tons diferentes, em brilhos e cores, em arcoíris constante.
Olhar de menina que sonha em ser grande, que banca a bailarina e salta e insiste em dar piruetas como ninguém mais.
Olhar de ternura como só a doçura infantil é capaz de expressar.
Olhar de compreensão e carinho, como somente dela é o dom.
Olhar de perdão, por tanta incompreensão que somente ela entende e percebe.
Olhar que fala, que grita, que discursa, que canta e encanta.
Olhar de menina, linda como a luz da lua, como o brilho do sol e das estrelas.
Olhar de amor, para o qual não necessita explicação.
Olhar de pureza, de paz... de anjo!
Olhar de menina... menina Carmencita!

Carmem L Vilanova

(foto: olhar de Carmencita, by Carmem Vilanova - arquivo pessoal)

sábado, 9 de outubro de 2010

Ter Esperança


 
Ter Esperança significa apostar num futuro são e salvo,
apesar de toda a realidade deprimente.

Ter Esperança significa não se abandonar,
significa confiar na capacidade de Deus de transformar tudo.

Dando espaço a esperança dentro de nós,
a nossa Alma se encherá de alegria.

domingo, 3 de outubro de 2010

Frutos Dourados

Semearei meu amor em campos férteis
Terra boa, adubada de ternura e emoção
Minhas sementes irão espalhar-se e proliferar
Na terra sagrada e abençoada do coração
Não mais dispersas ao vento e dizimadas
Ou crescidas nas pedras da decepção.

Saberei escolher o solo propício e farto
Onde este sentimento far-se-á germinação
Meus brotos surgirão cobertos de flores
Pomos sazonados que outros frutos trarão
Não se perderá tão excelso sentimento:
Amor nunca nascerá em vão.

- Helena Frontini -

Sonho de Morfeus

Sonho de Morfeus

A minha alma está sentada no recôndito escondido da floresta no meio de uma trilha, cujo caminho é só meu.


A lua está semi adormecida e as estrelas aproveitaram a oportunidade para brilhar, como que se vestidas para bailar.


Não muito longe o ruído de águas em farfalhar de folhas canta a cantiga mais bonita de se ouvir e se lembrar.


Há um clarão que torna as luzes em multicores pra acompanhar o tom das pétalas das várias flores.


A relva se traduz em aconchegante leito em meio ao cenário eterno pelo que as árvores velam e se desvelam.


Há em paralelo um tronco tosco e belo, tão antigo como um raio que o seccionou e assim o transformou.


Vestida de tons esmaecidos pela distância da lua, danço ao som da orquestra natural em imensa ânsia.


Há fadas, duendes e petizes a contarem histórias repletas de mágica ternura e finais felizes.


Entre criança e mulher, vôo nas asas de uma borboleta dourada que me leva a passear até a sua estrada.


Paralelas de mim, na noite ainda sem fim, em sonhos de Morfeus, acalentada pelo amor, essa com você sou eu.


(Postado e criado por Márcia Fernandes Vilarinho Lopes)

sábado, 2 de outubro de 2010

As coisas simples





"A volta eterna das coisas simples, acontece quando estamos de bem com o mundo e mergulhados no curso da vida.
O brilho de uma jarra, o canto de uma criança na casa vizinha, um cão que late na distância.
De mãos dadas com a realidade, não somos a favor nem contra: as coisas existem, e nós as amamos
porque existem."

(Luiz Carlos Lisboa)

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Cuida do coração, para ser alegre.


Um coração bem cuidado, livre das amarras
do ódio, da inveja, do ciúme e do pessimismo,
melhor pode exprimir uma verdadeira alegria.

Quando está preso a essas amarras,
a alegria é prejudicada, impedida ou forjada.

Do teu coração vem a tua alegria.

Se estiveres triste em violenta emoção,
recolhe-te por alguns instantes, contempla a
natureza, as sombras das árvores, o sol ou as estrelas,
e pensa em Deus sempre presente em ti.

Quanto mais te concentrares em uma imagem positiva,
mais distantes ficarão os sombrios estados da alma.

Ama.

O amor profundo é a fonte da mais perfeita alegria.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

A ALMA SE LEMBRA

A alma se lembra

Seja o que for que você tenha se esquecido acerca da alegria, da paz, do amor incondicional
e das bênçãos do espírito, a sua alma se lembra.

Ela se lembra de que há uma conexão interna com um espaço onde você é livre da culpa, da vergonha e das energias que deprimem e que fazem você acreditar que é menos que perfeito.


A alma se lembra do motivo pelo qual você está aqui, do propósito de cura e das tarefas que concordou em concluir. E a alma se lembra de uma época em que você era livre, inteiro, completo e vivia com alegria ilimitada.


Sempre que se esquecer de quem você é, peça para sua alma lhe lembrar. A alma está ciente
da dor que você experiencia nesta existência, do medo e do desespero que sente ao acreditar
que está separado da Fonte.


Ela guarda essas memórias para você, a fim de ajudá-lo a se lembrar do propósito da sua jornada de cura e dos desequilíbrios energéticos que precisam integrar novamente.
Lembra-lhe que se originou da perfeição e de que o seu caminho de cura é o que lhe trará e a toda humanidade à harmonia com a divindade.


A alma é a sua presença divina na forma física e guarda a memória da divindade até que você possa se reconectar com ela.
A memória humana está centrada nas limitações, na carência e na imperfeição e necessita que a sua alma se lembre que voce é a luz do mundo, a semelhança humana da Fonte, a resposta às orações para a paz e o amor.


Quando você se esquecer de que sua luz brilha intensamente, tanto interna quanto externamente, a alma o ajudará a se lembrar.
A alma aguarda pacientemente que você reconheça a sua presença para pedir força quando sentir que fracassou ou que não pode continuar em sua jornada, para conectar-se com o momento de paz, quando a realidade está imersa no caos.


Ela mantém sob proteção suas memórias mais preciosas e cada vez que se esquecer de quem você é e do motivo pelo qual está empenhado nesta jornada, a sua alma terá as respostas.
Vá para dentro de si mesmo, conecte-se com as belas memórias do Lar que a sua alma guarda,
e encontre a paz mediante a certeza de que não se encontra aqui sózinho.


A parceria com a sua alma é tudo o que você precisa para se lembrar da alegria do Céu e do Amor que lhe envolve, lhe protege e que está à sua disposição.

(Jennifer Hoffman-Fonte: www.urielheals.com)

domingo, 12 de setembro de 2010

Flores falarão por mim...

Flores falarão por mim...

Não sei como vou te encontrar mas essas flores falarão por mim:
Seja ou não teu aniversário, que elas te signifiquem o mais singelo presente.

Tenhas ou não crianças por perto, que elas te levem um viço de nova vida.
Se perdeste um ente querido, que elas possam lembrar-te que Deus protege os que sofrem!

Se não tens estado feliz, que elas te ajudem a recuperar a felicidade.
Se a tua Fé tem sido abalada, que elas possam fazer com que milagres aconteçam.

Se alguém magoou teu coração, que elas levem luz a esse espírito que não conhece a
Lei do Retorno.

Se finanças te preocupam, possam elas te lembrar que o Universo sempre acaba suprindo nossas necessidades.

Se te vês sózinho e esquecido, que elas te façam sentir a presença do teu Anjo Guardião.

Se pensas que ninguém te dá importância, que elas façam com que reconheças
teu
próprio valor.

Nesse lugar onde estás, deixa que essas flores falem por mim...

Eu só desejo que tu estejas bem. Mas se não estiveres, lembra-te:

Sob a Luz do Amor não há mal que não encontre seu fim!

(Sílvia Schmidt)

sábado, 11 de setembro de 2010


Cultivar o Solo Íntimo

Observe a plantação.
O terreno é fértil, mas é preciso plantar.
A colheita surge de acordo com o plantio.
É necessário o suor do lavrador e aguardar o tempo certo.

Assim também acontece com você.
Seu coração é o terreno. Mas você tem que plantar.
A sua semente transforma-se em frutos.
Esforce-se.

Os seus bons pensamentos e as suas boas obras são a semente.
Espere. Semeie o bem.
Ele voltará em forma de abundante alegria.
Cultivar o solo íntimo com sementes de bondade,
é sempre colheita segura de felicidade.

(autoria desconhecida)

sexta-feira, 27 de agosto de 2010



O EVANGELHO NO LAR


"Porque onde estiverem reunidos em meu nome, lá estarei presente." Jesus. (Mateus, 18:20.)

- O que é o Evangelho no Lar?

Evangelho no Lar é uma reunião realizada em um determinado dia e hora da semana, previamente agendado, para uma troca de idéias e experiências sobre os ensinamentos de Jesus, na visão Espírita, em proveito do nosso próprio esclarecimento e do equilíbrio e harmonização espiritual no lar.

É uma prática Cristã que a Doutrina Espírita recomenda, como sendo recurso poderoso contra a obsessão, de grande alcance na limpeza e higiene espiritual do lar, auxilia no auto-descobrimento da criatura humana, leva-nos a uma análise, a uma reflexão sobre a nossa conduta existencial, tendo como referencial o Mestre Incomparável - Jesus, o Modelo e Guia para toda a humanidade, conforme questão 625, de O Livro dos Espíritos.

É um canal de comunicação com Jesus e sintonia com os bons espíritos.

Fazer o Evangelho no Lar, é trazer Jesus para o convívio doméstico.

- Como fazer o Evangelho no Lar?

Primeiramente você deve definir o dia da semana e a hora para esta atividade. Essa definição deve ser muito bem planejada, para que possa ser seguida com muita disciplina e comprometimento da nossa parte. Exemplo: fazer o Evangelho no Lar, todos os domingos, às 20:30 h, pois, sei que neste dia e nesta hora eu sempre estou em casa, raramente terei compromisso, portanto, não corro o risco de haver imprevistos que me impeçam de me dedicar ao estudo. A frequência pode ser de uma vez na semana.

- Participantes:

Podem e devem participar os seus familiares e amigos, respeitando sempre o direito de cada um em querer ou não participar. Em último caso você também pode fazer sozinho, o importante é realizar o estudo buscando a verdade que consola e liberta.

As crianças também podem participar, mas neste caso, devemos sempre observar o vocabulário utilizado para que elas possam entender o que vamos ler ou falar.

- Duração:

O tempo pode variar de 15 até 30 minutos de duração, mais de 30 minutos o estudo pode se tornar cansativo.

- Roteiro:

Prece inicial: Inicia-se com uma simples e espontânea prece, sem a preocupação de fazer orações decoradas, muito extensas, em que o coração e os sentimentos não participam. Deve ser uma prece do coração e não dos lábios. Deve-se elevar o pensamento até Deus, até Jesus, aos bons espíritos, podemos emendá-la na oração do Pai Nosso.

Exemplo: Senhor Jesus, estamos aqui reunidos em Teu nome, para o estudo dos teus ensinamentos, das Tuas lições de vida, conforme exposto no Evangelho Segundo o Espiritismo, permita que o bons espíritos nos auxiliem na compreensão e assimilação dos ensinamentos e que eles nos protejam. Pai nosso que estais nos céus...

Após a prece pode-se ler uma pequena mensagem de reflexão, como as mensagens dos livros: Minuto de Sabedoria, Pão Nosso, Fonte Viva, Jesus no Lar, etc.

Leitura: Fazer a leitura de um pequeno trecho da obra O Evangelho Segundo o Espiritismo, com a voz em timbre normal, de forma clara, para que todos possam entender.

O livro poderá ser aberto ao acaso ou ser estudado seqüencialmente.

Comentários: Os comentários devem ser breves, com a participação de todos, preferencialmente, onde cada um expõe o que entendeu da leitura, com simplicidade, sem fugir do assunto e nem se alongar muito.

Encerramento: A prece de encerramento deverá seguir a mesma orientação da prece inicial, ou seja, deve ser simples e espontânea. Este momento deve ser principalmente o de agradecimento pela oportunidade de estudar o Evangelho de Jesus na visão Espírita, oportunidade que temos de buscar os recursos necessários à nossa reforma íntima, agradecer pela vida, por nossa existência, por tudo que nós temos e pelo que somos.

Não podemos em hipótese alguma nos esquecer dos nossos irmãos aflitos e sobrecarregados, e devemos, em um ato de caridade Cristã vibrar por eles. Vibrar é doar, e todos nós temos algo de bom a dar em favor do próximo: um bom pensamento, uma palavra de carinho, um sentimento de bem que enviamos é doação, é caridade. A importância da vibração está no impulso mental que é dado, na vontade firme e sincera de querer ajudar, na dedicação e amor aos semelhantes e no poder da fé ardente e confiante na ajuda da Divina Providência.

Exemplo: Senhor Jesus, nós queremos Te agradecer, Divino Amigo, pela oportunidade que a vida nos concedeu hoje de estudarmos o teu Evangelho à luz do Espiritismo. Queremos te agradecer a vida, a nossa existência, e pedimos Senhor, por todos os nossos irmãos aflitos, sobrecarregados, tristes, que estão sofrendo, enfrentando as provas e expiações existenciais. Rogamos por todas as crianças, os jovens, as mulheres, os homens, os idosos. Os nossos irmãos que não têm um lar, uma família, que estão nas ruas, os doentes do corpo e do espírito, os famintos, os sedentos, os desempregados. Pedimos pelos homens públicos, autoridades, políticos, governantes. Os que estão internados nos hospitais, retidos nos presídios. Jesus (podemos citar o nome de pessoas que estejam em dificuldades) ajuda a fulano de tal que passa por um grave problema. Se o problema não puder ser solucionado, que ele esteja amparado pelos bons espíritos para enfrentar a situação de cabeça erguida, com coragem, resignação e fé. Pai nosso que estais nos céus...

- Recomendações:

1- Não deve haver qualquer tipo de manifestação mediúnica durante o estudo, pois, o nosso lar, a nossa residência não é o local adequado para essas atividades;

2- Pode-se colocar no local onde será realizado o estudo, na mesa, por exemplo, uma jarra com água limpa, pedindo na prece de encerramento, aos bons espíritos, para que ela seja fluidificada. Ao final reparte-se a água entre os participantes. Sobrando água na jarra, pode-se deixar guardada para ir tomando ao longo da semana;

3- A presença de visitas, não deve ser motivo para suspender o estudo. Neste caso explica-se a visita o que é o Evangelho no Lar, seus objetivos, propósitos e convidamos para que eles participem concosco, respeitando obviamente, o direito de não aceitarem o convite, porém, neste caso, a visita deverá esperar o final do estudo para partilharem da nossa presença;

4- Para auxiliar na concentração e harmonização da casa, e a própria concentração das pessoas envolvidas, recomenda-se desligar a TV pelo menos uns 10 minutos antes do início do estudo e, se possível, colocar um CD de música clássica, ou instrumental, desde que a música seja calma, suave e tranquilizante, em um volume adequado, nem muito alto, nem muito baixo;

5- Nas obras que integram a chamada coleção Nosso Lar, ditadas pelo espírito André Luiz, psicografadas pelo médium Chico Xavier, encontraremos o relato emocionante de como essa atividade é vista e sentida pelo espíritos em geral, a sua importância e abrangência. Os bons espíritos chegam na nossa casa muito antes do início do estudo, para começarem os preparativos necessários na ambiência espiritual: proteção espiritual do lar, harmonização do ambiente, etc. Essa é uma das razões do porque precisamos definir o dia e a hora do estudo, e preferencialmente não cancelar ou transferir os dias, pois, a espiritualidade também precisa se organizar.

Havendo dúvidas, podem entrar em contato comigo pelo meu email.

*******

E finalizando este artigo, de suma importância, segue uma mensagem sobre esta temática, para representar a necessidade, gravidade e importância do culto do Evangelho no Lar:


"CULTO CRISTÃO NO LAR"

O culto do Evangelho no lar não é uma inovação. É uma necessidade em toda parte onde o Cristianismo lance raízes de aperfeiçoamento e sublimação. A Boa-Nova seguiu da Manjedoura para as praças públicas e avançou da casa humilde de Simão Pedro para a glorificação no Pentecostes. A palavra do Senhor soou, primeiramente, sob o teto simples de Nazaré e, certo, se fará ouvir, de novo, por nosso intermédio, antes de tudo, no círculo dos nossos familiares e afeiçoados, com os quais devemos atender às obrigações que nos competem no tempo.

Quando o ensinamento do Mestre vibre entre as quatro paredes de um templo doméstico, os pequeninos sacrifícios tecem a felicidade comum.

A observação impensada é ouvida sem revolta.

A calúnia é isolada no algodão do silêncio.

A enfermidade é recebida com calma.

O erro alheio encontra compaixão.

A maldade não encontra brechas para insinuar-se.

E aí, dentro desse paraíso que alguns já estão edificando, a benefício deles e dos outros, o estímulo é um cântico de solidariedade incessante, a bondade é uma fonte inexaurível de paz e entendimento, a gentileza é inspiração de todas as horas, o sorriso é a sombra de cada um e a palavra permanece revestida de luz, vinculada ao amor que o Amigo Celeste nos legou.

Somente depois da experiência evangélica do lar, o coração está realmente habilitado para distribuir o pão divino da Boa-Nova, junto da multidão, embora devamos o esclarecimento amigo e o conselho santificante aos companheiros da romagem humana, em todas as circunstâncias.

Não olvidemos, assim, os impositivos da aplicação com o Cristo, no santuário familiar, onde nos cabe o exemplo de paciência, compreensão, fraternidade, serviço, fé e bom ânimo, sob o reinado legítimo do amor, porque, estudando a Palavra do Céu em quatro Evangelhos, que constituem o Testamento da Luz, somos, cada um de nós, o quinto Evangelho inacabado, mas vivo e atuante, que estamos escrevendo com os próprios testemunhos, a fim de que a nossa vida seja uma revelação de Jesus, aberta ao olhar e à apreciação de todos, sem necessidade de utilizarmos muitas palavras na advertência ou na pregação.

Emmanuel / Chico Xavier
(Postagem retirada do blog - Espiritismo - O Consolador Prometido)


quarta-feira, 25 de agosto de 2010


Teu Livro
A existência na Terra é um livro que estás escrevendo ...

Cada dia é uma página. Cada hora é uma afirmação de tua personalidade, através das pessoas e das situações que te buscam.

Não menosprezes o ensejo de criar uma epopéia de amor em torno de teu nome.

As boas obras são frases de luz que endereças à Humanidade inteira.

Em cada resposta aos outros, em cada gesto para com os semelhantes, em cada manifestação dos teus pontos de vista e em cada demonstração de tua alma, grafas com tinta perene, a história de tua passagem.


Nas impressões que produzes, ergue-se o livro dos teus testemunhos.


A morte é a grande colecionadora que recolherá as folhas esparsas de tua biografia, gravada por ti mesmo, nas vidas que te rodeiam.


Não desprezes a companhia da indulgência, através da senha que o Senhor te deu a trilhar.


Faze uma área de amor ao redor do próprio coração, porque só o amor é suficientemente forte e sábio para orientar-te a escritura individual, convertendo-a em compêndio de auxilio e esperança para quantos te seguem os passos.


Vive com Jesus, na intimidade do coração, não te afastes d'Ele em tuas ações de cada dia e o livro de tua vida converter-se-á num poema de felicidades e num tesouro de bênçãos.


(Mãos Unidas, Emmanuel/Chico Xavier)

sábado, 21 de agosto de 2010


Motivação para o Seu Dia
(Aristóteles Onassis)

Hoje acordei para vencer.
A auto-mensagem positiva logo pela manhã,
é um estímulo que pode mudar seu humor,
fortalecer sua auto-confiança e,
pensando positivamente,
você reunirá força para vencer os obstáculos.

Não deixe que nada afete seu estado de espírito.
Envolva-se pela música: cante e ouça.

Comece a sorrir mais cedo.
Ao invés de reclamar quando o relógio despertar,
agradeça a Deus pela oportunidade
de acordar mais um dia.

O bom humor é contagiante; espalhe-o.
Fale de coisas boas, de saúde, de sonhos,
com quem você encontrar.
Não se lamente, ajude-se
e também ajude as outras pessoas a perceberem
o que há de bom dentro delas mesmas.

Não viva emoções mornas e vazias.
Cultive seu interior,
extraia o máximo das pequenas coisas.
Seja transparente e deixe que as pessoas saibam
que você as estima e precisa delas.

Repense seus valores e dê a si mesmo a chance
de crescer e ser mais feliz.
Tudo o que merece ser feito merece ser bem feito.
Torne suas obrigações atraentes,
tenha garra e determinação.
Mude, opine, ame o que você faz.

Não trabalhe só por dinheiro e sim,
pela satisfação da "missão cumprida".
Lembre-se: nem todos têm a mesma oportunidade.
Pense no melhor e espere pelo melhor.
Transforme seus momentos difíceis
em oportunidades.

Seja criativo, buscando alternativas e
apresentando soluções ao invés de problemas.
Veja o lado positivo das coisas e,
assim, você tornará seu otimismo uma realidade.

Não inveje, admire!
Seja entusiasta com o sucesso alheio
como seria com o seu próprio.
Idealize um modelo de competência
e faça a sua auto-avaliação para saber o que
ainda lhe falta para chegar lá.

Ocupe o seu tempo crescendo,
desenvolvendo sua habilidade e seu talento.
Só assim não terá tempo para criticar os outros.
Não acumule fracassos e sim experiências.
Tire proveito de seus erros
e amplie seus conhecimentos.
Dimensione seus problemas
e não se deixe abater por eles.

Você pode tudo o que quiser.
Perdoe.
Seja grande para os aborrecimentos,
nobre para a raiva, forte para vencer o medo
e feliz para permitir a presença
de momentos infelizes.

Não viva só para o seu trabalho.
Tenha outras atividades paralelas,
como os esportes e a leitura.
Cultive amigos.
O trabalho é uma das contribuições que damos
para a vida, mas não devemos jogar nele
todas as nossas expectativas e realizações.

Finalmente, ria das coisas à sua volta,
ria de seus problemas, de seus erros, ria da vida.

"Começamos a ser felizes quando temos
capacidade de rir de nós mesmos."

sábado, 14 de agosto de 2010


TROVOADAS E CHUVAS

Os fenômenos da Natureza são dignos de serem analisados em todas as suas expressões e,
para conhecê-los, os canais a serem seguidos são aqueles que o Evangelho indica usando
os processos do amor.


A alma está ligada a Deus, seu Criador e, para tanto, existem leis regulando a própria vida.

Quando obedecidas, a harmonia se faz sem competição com outras forças:
se fomos feitos para o amor, o dever maior é amar
;
se a caridade é o clima da vida maior, o nosso caminho é ela
;
se o perdão nos ajusta a paz, por que não perdoar?

Nessas linhas de vida, encontraremos uma visão mais ampla, de maneira que poderemos
observar com mais verdade a própria natureza que nos cerca. Jesus foi um mestre nesses ensinamentos, deixando para a humanidade conceitos luminosos, para o bem-estar de
todas
as criaturas.

Falemos de uma dessas bênçãos de Deus, por intermédio das chuvas e trovoadas.

A água é, pois, o elemento divino que nos dá mais vida e nos faz alcançar mais esperança.

Ela se encontra em tudo na face da Terra: nos minerais, nos vegetais - com abundância -

nos animais, nos homens, na atmosfera que todos respiram e até a luz dá notícia desse
milagroso líquido.

A água deve ser usada com carinho; mesmo no banho diário, em se fazendo uma
oportunidade
para a saúde, deve você trabalhar com os pensamentos, visualizando fluidos envolvidos na água, que caem em seu corpo, sem esquecer a alegria e a confiança em Deus
e nos Seus agentes, que
operam em todas as circunstâncias.

As trovoadas, que por vezes anunciam as chuvas, descarregam a atmosfera pesada dos miasmas
magnéticos dos animais de todos os tipos, que se acomodam no ar e viajam em
suas asas, atingindo todas as coisas.

Os relâmpagos educam certas castas de espíritos, que dormem na natureza, em busca de oportunidades para se ligarem às criaturas, pelos processos de sintonia.

Eles temem tanto o barulho quanto a energia elétrica que emana dos trovões. E, em muitos casos, os benfeitores da natureza usam esses momentos para recolhê-los a lugares determinados pela justiça de Deus, onde muitos deles acordam para as tarefas morais recomendadas pelo Evangelho de Nosso Senhor.


Nada existe de errado na natureza; ela, como já dissemos, alhures é um livro de Deus, que deveremos estudar todos os dias, esforçando-nos para compreendê-lo na sua estrutura divina
e humana.


Quantos de nós, no plano espiritual, ficamos centenas de anos em observação deste campo imenso de vida, como instrutores que vêm do mais alto para nos ajudar a compreender as belezas imortais das repartições na natureza e suas leis!


Para nós, é uma grande alegria aprender a usar essas possibilidades em favor dos que sofrem, na orientação dos que desejam aprender, para beneficiá-los, onde quer que seja.

As águas que se acomodam no seio da Terra têm uma grande missão de colher dela o magnetismo solar e, sendo usada pelos homens, extraída dos poços ou colhida nos rios, oferecer-lhes esse medicamento natural, pela alegria dos agentes de Deus.


Elas sobem em forma de chuvas, limpando a atmosfera depois das trovoadas, como se fosse
a vassoura fina, limpando todas as impurezas, para que os viventes respirem mais felizes.

Já observou você quanto é bom respirar a atmosfera, depois de uma descarga elétrica das trovoadas, seguida de pesada chuva?

A chuva nem sempre é lembrada, nas suas benfeitorias, porque não é vendida e poucos são
os
que dela falam, mostrando coisas que faz, por vezes imprestáveis, outras trazendo grandes benefícios para toda a Terra.

Passemos a agradecer à Deus pelas chuvas e trovoadas e confiemos, pois esses processos são canais por onde Deus opera maravilhas. O Senhor não se esquece de Seus filhos, procurando ajudá-los por todos os meios, e usa ainda Seus filhos maiores, para conforto e paz dos menores.

A água é divina; ela percorre todos os lugares, viaja por todos os espaços, e não deixa de percorrer as entranhas da terra, com a missão de estabilizar, enriquecendo a própria vida das coisas, dos animais e dos homens.

Não escolhe a quem ajudar; o seu amor está na freqüência da universalidade e a sua caridade é movida por esse amor de Deus.


(Kahena, psicografia de João Nunes Maia, do Livro: Canção da Natureza)

quinta-feira, 12 de agosto de 2010


Gentilezas diárias

A vida é repleta de pequenas gentilezas, tão sutis quanto marcantes no nosso cotidiano.

O jardim florido oferece um colorido para a paisagem, o sol empresta suas cores para o céu antes
de se pôr, a borboleta ensina suavidade e leveza para quem acompanha seu vôo.

A gentileza tem essa característica: sutil mas marcante, silenciosa mas ao mesmo tempo eloqüente, discreta e contundente.

O portador da gentileza o faz pelo prazer de colorir a vida do próximo com suavidade, para perfurmar o caminho alheio, com brisa suave que refresca a alma.

A gentileza tem o poder de roubar sorrisos, quebrar cenhos carregados ou aliviar o peso de ombros cansados pelas fainas diárias.

E ela se faz silenciosa, algumas vezes tímida, inesperada na maioria das vezes, surpreendendo quem a recebe.

A gentileza não se pede, muito menos se exige... É presente de almas nobres, presenteando outras almas, pelo simples prazer de fazer o dia do outro um pouco mais leve.

Você, já experimentou o prazer de ser gentil?
Experimente oferecer o seu bom dia a quem encontrar no ponto de ônibus, no elevador ou no caixa do supermercado.

Mas não o faça com palavras saindo da boca quase que por obrigação. Deseje de sua alma, com olhos iluminados e o sorriso de quem deseja realmente um dia bom, para quem compartilha alguns minutos de sua vida.

A gentileza é capaz de retribuir com nobreza quando alguém fura a fila no supermercado ou no banco, com a sabedoria de que alguns breves minutos não farão diferença na sua vida.

Esquecemos que alguns segundos no trânsito, oferecendo a passagem para outro carro, ou permitindo ao pedestre terminar de atravessar a rua, não nos fará diferença, mas facilitará
muito a vida do outro.

E algumas vezes, dentro do lar, a convivência nos faz esquecer que ser gentil tempera as relações e adoça o caminhar.

E nada disso somos obrigados a fazer, mas quando fazemos, toda a diferença se faz sentir...

A gentileza se faz presente quando conseguimos esquecer de nós mesmos por um instante para lembrar do próximo. Quando abrimos mão de nós em favor do outro, por um pequeno momento,
a gentileza encontra oportunidade de agir.

Ninguém focado em si mesmo, mergulhado no seu egoísmo, encontra oportunidade de ser gentil.
Porque, para ser gentil, é fundamental olhar para o próximo, se colocar no lugar do próximo, e se sensibilizar com a possibilidade de amenizar a vida do nosso próximo.

Se não é seu hábito, exercite a capacidade de olhar para o próximo com o olhar da gentileza. Ofereça à vida esses pequenos presentes, espalhando aqui e acolá a suavidade de ser gentil.

E quando você menos esperar, irá descobrir que semear flores ao caminhar, irá fazer você, mais cedo ou mais tarde, caminhar por estradas floridas e perfumadas pela gentileza que a própria vida irá lhe oferecer.

(Autoria Desconhecida)

domingo, 8 de agosto de 2010



Tuas Plantas


Em tua casa devem existir plantas.

Elas são benfeitoras que sempre operam em silêncio, ajudando na sustentação da vida.
Sejam elas quais forem, são como um laboratório que transforma, dando-nos durante o

dia o oxigênio puro, capaz de nos alegrar quando respirado, mantendo o ritmo orgânico e conduzindo a energia divina para o sistema mais apurado do mundo, onde nascem as idéias.

Cuida bem de tuas plantas pois elas são a manifestação de vida, reconhecendo e devolvendo
o amor que recebem da afetuosidade humana. Ainda mais, se observadas com entendimento,
as árvores nos ensinam sem palavras como manter a Economia em casa: não absorvem nada sem necessidade e não são dadas ao desperdício; as doenças que sofrem, quando sofrem, são devidas ao gás carbônico que tiram da atmosfera durante o dia, imantado de magnetismo humano inferior, que transformam em bênçãos para o próprio homem.

Que dizes disso?
É o perdão de nossas ofensas, pois as maltratamos e elas nos doam saúde e vida por todos os
meios de que o Senhor as dotou.

As plantas não exigem nada de nós; apenas vivem com um pouco de água - que por vezes
teríamos que jogar fora - e não descansam um só segundo que seja, em operação constante
para o bem da coletividade.


Mesmo depois de mortas elas continuam a beneficiar a humanidade, como remédio e como
utensílios. Todos os lares usam delas para o bem-estar dos que ocupam a casa. O reino vegetal
é divino, onde as bênçãos do Senhor são sempre renovadas para ajudar a humanidade.

Se o nosso tema é Economia, entremos na escola das plantas com os sentimentos já despertados
em nós, copiando-lhes o exemplo, que nada nos faltará.

Sejamos felizes com a felicidade da natureza , comungando com a harmonia da vida e aprendamos com o Evangelho a respeitar tudo o que nos cerca.

A tua felicidade depende do respeito às leis de Deus; enquanto falhar em teus sentimentos a
compreensão, sofrerás as conseqüências de teus desacertos.

Meu filho!... Mesmo ganhando pouco, pelas lutas que tens de enfrentar, se compreenderes
as
leis do uso, nada vai faltar. O cumprimento do dever faz multiplicar todos os valores que
se
aproximam de tua casa e de ti. É necessário que entendas que a Economia cristã não é miserabilidade, nem egoísmo; é sómente gastar o de que precisas, sem o desperdício tão comum nesta época.

Quem amontoa demais, acaba sufocado nos seus pertences e os esbanjadores estão plantando
faltas que o futuro mostrará. O pecúlio no lar, na ordem divina do termo, é alegria para a consciência e paz para o coração.

Um lar não pode deixar de entender esta verdade, porque Deus não é Deus dos extremos;

Ele está no centro de tudo, para que nasça o sol da brandura e da fraternidade em todos os
corações.

A Economia é um dever, não sómente do homem, mas de toda a criação; ela é equilíbrio da vida que se manifesta em muitas dimensões.


Vejamos um sinal dos mais visíveis em uma casa:
se comeres demais, o corpo adoecerá; se deixares faltar o necessário, ele igualmente se enfermerá.

Quando falamos de poupança, falamos no ponto de equilíbrio de todas as funções orgânicas e sociais, políticas e religiosas e de vida espiritual.

Podes receber lições dentro de tua casa, através de tuas plantas.

(do livro: Tua Casa, pelo espírito de Ayrtes e João Nunes Maia)